terça-feira, 22 de março de 2011

Tentativas


tenho estado nestes lençóis
com alguns anjos
com mil demônios
milhões de línguas
unhas, unhas, unhas

e são várias as cicatrizes
de lembranças mal dormidas
carcomidas em amanheceres
plúvios

carrego o peso desta loucura
e arrasto os mesmos olhos nas costas
das noites insones
dos sonhos vermelhos
do sangue
da solitária lágrima
do sêmen

mas a vigília
espera
sempre
a noite
se repetir

até que a viagem se complete

(Celso Mendes)

3 comentários:

Kiro Menezes disse...

que beleza, as marcas do desejo
instavel, inconstante
e apaixonante!

^_^´

Larissa Marques disse...

acompanhando!

REGGINA MOON disse...

Celso,

Lindo demais....levo este também comigo...maravilha!

Beijos,

Reggina Moon