domingo, 27 de setembro de 2009

DA MINHA HONESTIDADE, DA SANTIDADE MASCULINA, DO AMOR....






Escruto meus sentimentos enquanto o chá esfria. Pondero sobre o amor e a morte de algumas manias que deixei pra trás. Como o amor muda um homem. Na minha mais pura honestidade, nunca acreditei, sinceramente, que pudesse amar, de fato. Mas o amor existe na espécie masculina. É coisa rara, meus caros, mas creia-me; tal milagre existe. Um homem amando é esquisito. Normalmente um homem quer tragar para a cama um mar de mulheres. Instintivo isso. Mas quando se ama uma mulher é como se só esta mulher existisse. O amor no homem é uma pérola. Amar é místico. No homem, amar é mais que isso. Amar chega ser um degrau na escada da santidade masculina. Sabe por que, meus caros? Por que homem quer mesmo é provar de todas as maçãs, mesmo sabendo que todas são iguais. Por isso, senhores, mereço ser canonizado: Estou amando.


-

Radyr Gonçalves

4 comentários:

Larissa Marques disse...

É, fez bem seu papael de homem apaixonado! Acho que na maioria são assi, quando amam!
Tirando os tortos amores, claro!

Magmah disse...

Tbm não creio muito no amor masculino descrito dessa forma, Radyr, mas tá bonito teu texto e eu quero muito acreditar no teu eu lírico. rsrs

Maria Júlia Pontes disse...

Homem ama sim, uma só, por dia, ahahah
Está massa seu texto Radyr!
bom te ver por aqui!

Luciana disse...

Que cuti-cuti rs