sexta-feira, 23 de abril de 2010

Fábula Segunda



ESOFAGITE


Todas as estatísticas sorriem para mim:
sou um entre as migalhas moídas pelo trânsito

Meu nome corre entre os que matam
por gosto ou dinheiro -
capa de jornal sensacionalista, de ontem,
me explica como serei vítima de latrocínio

Um merda sorri no algodão ariano de minha t-shirt
e é vermelho o papel em que escrevo,
vermelhos os livros de história,
menstruados na estante.

Falo de amor contigo
em meu celular movido a lithium:
você me conta que nosso filho irá se chamar Citotec.

Somos felizes para sempre.



*
Esofagite - do livro Comerciais de Metralhadora
Voz: Luis Gaspar (Estúdio Raposa - Portugal)
Edição: Larissa Marques (Editora Utopia)
*

2 comentários:

Nini C . disse...

oi, achei seu blog no blog de um amigo meu e gostei mto do que lí, já estou te seguindo, se puder visita o meu, beijos.

Larissa Marques disse...

gosto de ter feito!